10 Mar

Quando a alma dói!

Costuma olhar para o seu corpo físico com carinho e atenção? Consegue perceber que ele é um espelho do que se passa consigo num todo?

As nossas experiências, pensamentos e comportamentos refletem-se no corpo, que é o nosso templo. Somos a soma de tudo o que nos acontece e de tudo aquilo (e daqueles!) com que nos cercamos. Num mundo em que a ansiedade, stress, insegurança e depressão são constantes, olhar para nós mesmos é essencial para que possamos entender como nos podemos curar verdadeiramente.

Se você pensa que as cicatrizes ficam apenas no físico, está enganado. A nossa alma carrega muito do que já vivemos e levamos adiante, às vezes de maneira inconsciente. Todos os desequilíbrios que temos na nossa vida, a nível físico e mental, causam-nos feridas na Alma que prejudicam o nosso Espírito e a nossa Evolução.

As emoções estão diretamente ligadas às doenças que nos aparecem. O medo, a falta de amor próprio, a baixa autoestima… tudo isso cria-nos barreiras internas que nos travam a vida. Ficamos impossibilitados de caminhar, de seguir em frente, se não resolvermos estas questões de dentro para fora. Antes de curar o sintoma, devemos olhar para a causa e entender o papel da mente na construção do nosso Ser.

Deixo, aqui, três dicas básicas que podem ajudá-lo a curar a sua saúde:

  • Refletir sobre a sua vida, os seus atos e os seus pensamentos. Tudo é passível de mudança, basta querer. Entenda que somos seres maleáveis e que quando a nossa energia flui, a vida também flui!
  • Praticar o autoconhecimento, conhecer-se a si próprio dá um novo sentido à vida e àquilo que pratica!
  • Cure a sua Vida! Não deixe de curar as suas feridas e entenda o que faz a sua Alma brilhar. Alimente-a com coisas boas!

Viva no Amor e na Luz e prospere na vida. Entenda que é um Ser em Totalidade, com todas as complexidades. E permita-se mudar e renovar sempre que preciso!

Ame-se e Cure a sua Vida!