06 Mar

“Desista de estar certo. Em vez disso irradie Paz, Harmonia e Amor no seu Coração.” – Dr. Deepak Chopra

Hoje trago-lhe uma reflexão bem profunda, baseada numa frase do meu querido Professor e Mentor Dr. Deepak Chopra: DESISTA DE ESTAR CERTO! EM VEZ DISSO, IRRADIE PAZ, HARMONIA E AMOR NO SEU CORAÇÃO.
Quantas vezes começou uma discussão porque achava que apenas o seu ponto de vista estava certo?

Todos nós já fizemos isso!

Se eu lhe disser que afinal temos todos razão, acredita em mim?

Sim, é verdade! Tudo depende da nossa perspetiva, das nossas experiências, das nossas crenças e valores.

É difícil para si conseguir aceitar esta ideia?

Então, deixe-me trazer-lhe uma lente diferente sobre este assunto, baseada no Amor Incondicional e na Compaixão. Quer acompanhar-me?

Em primeiro lugar, devemos aceitar que somos todos seres únicos e por essa via também todos diferentes.

Cada um é o resultado de uma história pessoal, de um determinado contexto social, de uma família com crenças e valores muito próprios, fazendo de cada pessoa um ser único. Tudo isso influencia a forma como olhamos o mundo.
E mesmo que vivamos num mesmo seio familiar, com os mesmos pais, com os mesmos valores, vamos ser completamente diferentes! Tudo começa no nosso ADN e na memória que trazemos dos nossos ancestrais.

Será que alguma vez pensou nisto, com este olhar?

Será que olha amorosamente para o outro, com todas as diferenças que ele possa ter? Diferenças físicas, ideológicas, crenças, estados emocionais, medos, inseguranças…

Temos de aprender a ser melhores ouvintes e aprender também a debater os nossos pontos de vista de forma saudável, sem querer controlar ou manipular as opiniões do outro.

Para aceitar o outro com ele é, sem julgar, sem criticar, temos primeiro de nos amar incondicionalmente aceitando as nossas forças, as nossas fragilidades, os nossos medos e inseguranças. Temos de nos reconectar com a nossa luz interna através do silêncio e escutando a nossa Alma.

Amar o outro, começa primeiro sempre com o AMOR-PRÓPRIO.
Como posso amar o outro, como posso sentir compaixão e aceitar as diferenças, se eu próprio tenho ainda resistências com aquilo que sou?

Já pensou que os outros são o nosso espelho e que o outro também sou EU?

Então, a próxima vez que entrar em desacordo com outra pessoa sobre um determinado tema, pare e sinta com o coração, pois o outro pode ter também a sua verdade, mesmo que essa seja uma verdade diferente da sua, à luz das suas experiências, das suas crenças e valores.
Simplesmente, ouça, aceite e ame incondicionalmente o outro como ele é!

? Eternamente Grata ? Love & Light
Ana Pedroso, Transformando Vidas pelo Mundo ?